O violão múltiplo de Camilo Carrara

Era para ser concertista, mas os horizontes se ampliaram em frentes tão diversas e produtivas que Camilo Carrara fez de tudo no meio musical: solou com orquestras em consagrados palcos europeus, tocou ao lado de cantores reconhecidos, participou de mais de 80 discos, enveredou pelo jazz, apaixonou-se pelo improviso. Neste mundo sem fronteiras, ainda encontra tempo para pesquisar a música de diferentes países, aprofundar-se na tecnologia, lecionar, produzir, pesquisar, tocar, arranjar, compor e… enveredar pelos mistérios da comunicação. Durante o 37º Festival Internacional de Música de Londrina, ele recebeu a Máquina do Som para contar sua história. Com vocês, Camilo Carrara.

 

 

Você também pode acompanhar o depoimento completo de Camilo Carrara, cheio de dicas e histórias impressionantes:

 

 

 

 

 

 

Podcast:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *